Contos

Bizarre Love Triangle recontado por Irene Leite

broken-heart-1207383_960_720

 

Já sabemos que adoro criar películas musicais. Agora com base numa única canção. Os convidados são os New Order. Well, be my guest.

Por Irene Mónica Leite

-Eu não vou conseguir.

-Que valente cobarde, és, Jaime! Até na declaração de amor falhaste, rapaz. Não passas de um adolescente borbulhento. Blargh.

E continuava assim o Jaime , 15 anos, a torturar-se em frente ao espelho. Até ouvir um estrondo.

-JAIME, ACORDA, FILHO! Pequeno almoço.

Neuroticamente, Jaime tentava cortar a sua penugem que garantia ser barba.

-Ai, já vou mãezinha.

“Mãezinha”…., era esse o problema de Jaime. Menino da mamã que até enjoava.

Sentou-se e nervosamente mexeu o café com leite. Seguiu para a escola Pegou na viagem e seguiu viagem no autocarro.  Ouvia os Magic! com Rude. Imaginava e sonhava alto. Mas não agia e …pimbas…desilusão que se traduzia externamente em acne.

Encontrou Ana e seu coração estancou.

-Então, Jaime, como estás?, disse a rapariga simpaticamente.

Jaime tremeu por dentro. Falou e disse , somente o seguinte.

-Então, tudo bem?, disse maquinalmente e sumiu.

Jaime era tímido. E Ana até gostava dele. Imaginemos se não gostasse.

-Então, pá, já SPAC à rapariga?, disse o Marco.

-Que é isso? Respeitinho e andas a ler muito o MEC para o meu gosto.

-Oh pá. Faz sentido. Declara-te à moça . Ela parece gostar de ti.

E passaram-se meses e Jaime com a mesma atitude. Nunca se conseguiu declarar. Se sufocou com as palavras que nunca disse! 

 
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=7uEBuqkkQRk]

Comment here