Iniciativas

Hollywood Icons : a busca do sonho americano

A TE e a Fundação John Kobal apresentam Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas – Fotografias da Fundação John Kobal, entre 6 de março e 7 de junho de 2020, no Centro Português de Fotografia (CPF), no Porto. Trata-se de uma exposição inédita em Portugal, curada por Simon Crocker e Robert Dance, sobre a importância da fotografia na era de ouro de Hollywood.

Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas apresenta 161 retratos dos maiores nomes da história do cinema, registados por alguns dos mestres da fotografia da era clássica de Hollywood: os  fotógrafos de estúdio, pouco aclamados e que trabalhavam discretamente nos bastidores, mas cujas fotografias, distribuídas aos milhares pelos estúdios de cinema, foram fundamentais para a criação das estrelas do grande écran e para a promoção dos filmes e do estilo de Hollywood em todo o mundo, revela nota enviada às redações.

Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas dá a conhecer o trabalho de mais de 50 fotógrafos entre os quais Clarence Sinclair Bull, Eugene Robert Richee, Robert Coburn, William Walling Jr, John Engstead, Elmer Fryer, Laszlo Willinger, A.L. “Whitey” Schafer, Ted Allan ou ainda Ruth Harriet Louise, a primeira mulher à frente do departamento de fotografia de um estúdio.

Apresentando as principais estrelas de cada período, dos anos 20 aos anos 60, começando pelas lendas do cinema mudo, Charlie Chaplin e Mary Pickford, continuando com magníficos atores dos primórdios do sonoro, como Marlene Dietrich, Joan Crawford, Clark Gable e Cary Grant, e terminando com os gigantes do pós-guerra como Marlon Brando, Paul Newman, Marilyn Monroe, Sophia Loren e Marcello Mastroianni, Hollywood Icons: A Fábrica de Estrelas  inclui também uma sala dedicada aos fotógrafos e ao processo de criação de estrelas, uma verdadeira “linha de montagem” para a fabricação de entretenimento, glamour e fama.

A exposição apresenta ainda John Kobal (1940 – 1991), um dos mais respeitados historiadores de cinema. Autor de mais de trinta livros sobre cinema e fotografia, incluindo “The Art of the Great Hollywood Portrait Photographers” e “People Will Talk”, Kobal foi o criador da Fundação com o seu nome para salvaguardar a sua impressionante coleção de fotografias, imagens de filmes e recordações.

De acrescentar que a partir do final dos anos 1960, Kobal procurou trabalhar com os fotógrafos responsáveis pelas imagens na sua coleção, incentivando-os a fazer novas impressões a partir dos seus negativos originais com a intenção de, finalmente, lhes dar o reconhecimento que nunca tiveram pelo mérito artístico do seu trabalho. Uma seleção dessas impressões forma o núcleo desta exposição, juntamente com outras originais, que remontam à época dos estúdios.

Parte da receita da bilheteira desta exposição reverte para a Casa do Artista.

Comment here