À Conversa com...

Englishman : A música como essência

O músico Englishman sempre sentiu a música como parte da sua essência. Em entrevista à Scratch Magazine, o músico aborda o seu percurso , e de que forma este se foi solidificando.


Texto Irene Mónica Leite

Nascido na cidade de Leiria, Rui Inglês – ou Englishman, seu nome artístico – sempre sentiu a música como parte da sua essência.

“A paixão pela música nasceu desde que me lembro de ser ‘gente’. Sempre vivi rodeado de música e acabou por ser um processo natural esta paixão. O projeto EnglishMan também surgiu um pouco na sequência daquela pergunta: “e porque não?”. Tendo uma gaveta cheia de ideias e musicas a surgir constantemente, fui desafiado a mostrá-las ao público e também em arrumá-las ( algumas delas ) num suporte físico. Fomos para estúdio e nasceu este disco.. ‘ganhou Asas’.

Rui Inglês descobriu a paixão pela música muito cedo desde então que começou a compor e a escrever canções. Ao longo dos anos foi tendo várias bandas onde viveu inúmeras experiências.

“Todas as experiências contribuem para um amadurecimento pessoal e neste caso particular também um amadurecimento musical. Neste sentido a passagem por alguns projetos anteriores permitiu-me um conhecimento mais amplo de estilos e formas e consequentemente uma depuração do meu próprio estilo”.

Refira-se que depois de alguns anos, decidiu reunir canções e criar o álbum “Asas”, um mundo de histórias do quotidiano partilhadas e revestidas de uma roupagem Pop-Rock. O primeiro single do álbum – “Um Mundo ao Contrário” – foi lançado no passado março.

Englishman lança, agora, o single “Só uma vez” – com letra e música de Rui Inglês – que nos apaixona e entra na nossa cabeça.

Refira-se que o single “Só uma Vez” está disponível nas plataformas digitais: Spotify, Google Play, Apple Music e Amazon Music. O álbum “Asas”, para além das plataformas digitais, está também disponível na Rhodes Store.

A Covid 19 obviamente que afetou a sua rotina, impulsionando criatividade. “Aproveitei para compor temas novos e pensar na estrutura e organização dos espetáculos”, revela o músico.

A viagem continua seguramente.

O álbum “Asas”

Refira-se que este trabalho “é um conjunto de pequenas histórias do quotidiano. Vivências pessoais ou muito próximas e também resultantes de uma observação e sensibilidade de tudo o que me rodeia. É uma sonoridade moderna que vai explorando alguns estilos e dinâmicas assente numa base Pop Rock”.

A paixão pela escrita de canções

“Sem dúvida que a escrita de canções é uma paixão. Todo o processo criativo, ver nascer a obra é fascinante. O grande desafio é sem dúvida criar algo único e que consiga transmitir algo pessoal. Deixar um pouco de mim em cada obra é sem dúvida o grande desafio”, confidencia-nos Rui Inglês.

Comment here