Scratch Kids

As grandes viagens lideradas por Júlio Verne

Julio Verne foi um profícuo escritor francês. É considerado por criticos literários como o inventor do género de ficção científica, fruto da sua infinita curiosidade e imaginação. Os seus livros são conhecidos pelas previsões relativamente ao aparecimento de novos avanços científicos, como os submarinos, máquinas voadoras ou a viagem à lua. Um senhor definitivamente à frente do seu tempo. Escreveu mais de 100 livros, entre eles “A Viagem ao Centro da Terra”.


Texto Irene Mónica Leite

Originalmente escrito para a edição impressa da revista “A Casa do João”

https://acasadojoao.online/

Sabias que do conjunto das obras de Julio Verne, 33 foram levadas ao cinema, dando lugar a um total de 95 filmes?

Isto sem contar com as adaptações para series de tv.

A obra mais vezes adaptada foi Miguel Strogoff (16 vezes) Vinte Mil Léguas Submarinas (9 vezes), Viagem ao Centro da Terra (5 vezes), A volta ao mundo em 80 dias (2 vezes).

Viagem ao centro da Terra: O livro


Trata-se de um livro de ficção científica da autoria do escritor francês Julio Verne, lançado em 1864 e considerado um dos clássicos do género.

O leitor é envolvido numa emocionante aventura narrada na primeira pessoa por Axel, um menino que participa do percurso ao centro da terra, realizado devido a um manuscrito decifrado pelo próprio.
Este volume revela-se um valioso exemplo de como um escritor pode viajar entre o real e o ficcional de uma forma muito bem estruturada.

Desvendando um pouco a história…

Na sua casa situada em Hamburgo, no dia 24 de maio de 1836, o professor e geólogo Otto Lidenbrock – um dos protagonistas da obra – encontra um pergaminho imundo, de autoria de um alquimista islandês do século XVI.

Escrito numa língua que não se compreende, o cientista, que era professor de mineralogia em Johannaeum, pede ajuda ao seu sobrinho Axel para desvendar aquele mistério.

Com muito custo, tio e sobrinho conseguem compreender aquele texto composto numa escrita complexa (na verdade, uma linguagem usada pelos povos germânicos entre o século III até, mais ou menos, o século XIV).

Naquele pequeno manuscrito do alquimista islandês chamado Arne Saknussemm, o sábio confessa ter conseguido alcançar o centro da Terra. O percurso, que o alquimista dirá, inicia-se na cratera do Sneffels, um vulcão extinto situado na Islândia.

Lidenbrock fica obsessivo com a notícia e resolve embarcar nessa aventura juntamente com o sobrinho para conseguir desvendar o centro da Terra. Assim que consegue ler o pergaminho, o geólogo ordena que Axel prepare duas malas, uma para cada um. A travessia dura em torno de dez dias e, quando os dois chegam à Islândia, vão à procura de alguém que possa ajudá-los a encontrar a trilha.

Adivinham-se muitas aventuras!

A adaptação ao cinema


Em 2008, o livro foi adaptado para o cinema, com James Mason e os atores Brendan Fraser, Josh Hutcherson, Anita Briem, Seth Meyers.

Na verdade, este filme é marcante por dois motivos. Primeiro: é o último lançamento do estúdio New Line Cinema, que foi adquirido (e desmembrado) pela Warner Brothers. Segundo, e mais importante: é o primeiro filme com elenco de carne e osso a ser rodado especificamente para exibições digitais com óculos 3D.

A qualidade da pelicula, deixou, contudo, a desejar.

Já a pelicula de 1959, teve indicações ao óscar e ganhou na categoria Prêmio Golden Laurel 2º Lugar Melhor Ação Dramática.

Comment here