Scratch Kids

Programa Calmamente chega a 500 alunos do Ensino Público

Cerca de 500 alunos do Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em Matosinhos, viram integrar este ano letivo, no seu horário curricular, um programa de educação socioemocional.


Designado “Calmamente – Aprendendo a Aprender-se”, o programa começou a ser implementado em plena pandemia e é dinamizado pela Mente de Principiante, uma associação com intervenção no desenvolvimento pessoal desde a infância.

Cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian, o projeto , revela nota enviada às redações, está a decorrer em quatro escolas, num total de 19 turmas e envolve alunos com idades compreendidas entre os 8 e os 11 anos. Em fase de ensino à distância, o programa continua a ser dinamizado em formato online.

Nos dias que correm, torna-se ainda mais fundamental educar crianças e jovens a ver o mundo, de dentro para fora. Ser agente de mudança na área da educação socioemocional foi, desde sempre, o propósito da Mente de Principiante, uma associação com sede na Maia, que promove o bem-estar integral, sobretudo, em contexto escolar e comunitário.
A missão e projetos desenvolvidos têm sido reconhecidos a nível nacional, mas a maior conquista acontece com a integração do Programa “Calmamente – Aprendendo a Aprender-se” em horário curricular em escolas públicas. O projeto de educação socioemocional que está agora a ser implementado foi ainda selecionado entre mais de 300 candidaturas, para integrar o projeto Academias Gulbenkian do Conhecimento, contando com o apoio da Fundação no seu cofinanciamento e no acompanhamento permanente durante a sua intervenção.

Promover a literacia emocional nos cerca de 500 alunos integrados no projeto, bem como, potenciar competências de comunicação, empatia e resolução de problemas são os grandes objetivos do Programa que envolve a participação dos alunos dos 3º, 4º e 5º anos de escolaridade do Ensino Básico das Escolas Ermida, Padre Manuel Castro, Igreja Velha e Maria Manuela de Sá, do Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em São Mamede de Infesta, Matosinhos.

“Motiva-nos a partilha, o equilíbrio, o conhecimento e a emoção. Este é o lema da nossa Academia Mente de Principiante. Com base neste princípio, levamos às crianças e jovens ferramentas fundamentais nos domínios do autoconhecimento, do desenvolvimento emocional e social, um trabalho educativo que encaramos de valia acrescida nesta fase difícil que todos atravessamos.”, sublinha em nota enviada às redações Andreia Espain, fundadora da Associação Mente de Principiante e responsável pela autoria e coordenação do programa ‘Calmamente – Aprendendo a Aprender-se’ e da criação de vários programas e materiais pedagógicos com a insígnia Happy Zone.

Implementação do Programa Calmamente

O Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em parceria com a Associação Mente de Principiante e as Associações de Pais das escolas Ermida, Padre Manuel Castro, Igreja Velha e Maria Manuela de Sá, está a promover, durante o presente ano letivo, a participação dos alunos dos 3º, 4º e 5º anos de escolaridade do Ensino Básico, no programa Calmamente– Aprendendo a Aprender-se. A implementação do programa está a cargo de uma equipa de facilitadoras da Academia Mente de Principiante, devidamente qualificadas, e decorre, semanalmente, dentro do horário letivo dos alunos. A articulação do projeto envolve também os professores titulares das turmas e as Associações de Pais das respetivas escolas.

Refira-se que toda a intervenção, que será alvo de um estudo científico, será avaliada e monitorizada por uma equipa do Instituto Universitário da Maia (ISMAI), externa ao projeto. A intervenção começou em outubro de 2020 e vai terminar em julho de 2021.

Comment here