Nacionais

Aurea é formadora no projeto educativo “Música Já”

Foi esta quarta-feira, 18 de janeiro, apresentado o projeto “Música Já” promovido pelo Centro de Experimentação Artística (CEA), no Vale da Amoreira. Um novo CEA, cheio de potencialidades e que, desta forma, se torna também embrião de criatividade e inspiração para iniciar novas carreiras na cultura nacional fornecendo um verdadeiro serviço público às comunidades.

De acordo com nota enviada às redações, “Música Já” é um projeto único, original e de acesso gratuito que pretende abrir as portas do universo da indústria discográfica a jovens com mais de 18 anos que, não só tenham essa curiosidade como tenham interesse em desenvolver competências numa área cultural de destaque.

Alguns dos profissionais da música de maior destaque, incluindo a Aurea, serão mentores e formadores neste projeto que irá capacitar as pessoas que dele participem de conhecimentos sobre música, vídeo, canto, coreografia, estúdio de áudio e como funciona a indústria discográfica em geral.

No fundo, os participantes deste projeto, podem adquirir conhecimentos imediatos que lhes permitem pôr em prática a sua criatividade musical e desenvolver competências em inúmeras áreas que compõem a indústria.

Desta forma, a cantora Aurea participa de mais um projeto que tal como no caso dos programas The Voice e The Voice Kids, do qual é atualmente mentora, estimula futuros artistas e premeia novos talentos nacionais.

O ano de 2023 será também um ano de comemorações para Aurea uma vez que, nos dias 30 e 31 de março, a cantora e compositora comemora 10 anos de carreira com dois concertos no Coliseu Porto Ageas e Coliseu dos Recreios em Lisboa, respetivamente.

Este marco incontornável na carreira da Aurea também será celebrado com o lançamento de um novo álbum de originais que será apresentado, ao vivo, nestes concertos.

Para estes concertos, Aurea preparou um conceito especial.

Ambos os espetáculos serão uma viagem pelo seu imaginário incluindo as músicas que marcaram os últimos 10 anos da sua carreira com novas roupagens sonoras, nomeadamente, as mais conhecidas do público mas também músicas que não são apresentadas ao vivo há vários anos como The Witch Song numa versão completamente inédita.

A este alinhamento que percorre as principais memórias dos últimos anos, a artista decidiu acrescentar cinco das músicas de outros artistas que mais a marcaram e que vai interpretar nas suas próprias versões, assim como músicas do seu novo disco de originais.

Comment here