Nacionais

“Batalha Centro de Cinema” inaugura no início de 2022

Até ao final deste ano, a requalificação do Cinema Batalha estará concluída e a abertura ao público acontece já no início de 2022, avança o Portal de Noticias do Porto.

Refira-se que a estratégia programática desenhada para este símbolo cultural da cidade, que adotará a nomenclatura “Batalha Centro de Cinema”, foi apresentada esta manhã por Rui Moreira e por Guilherme Blanc, que o presidente da Câmara do Porto anunciou como diretor artístico deste novo projeto municipal.

Como missão, uma instituição “aberta, participada, estimulante e também divertida”, vocacionada para pensar a cultura a partir do cinema.

A previsão da conclusão das obras de requalificação, gerida pela empresa municipal GO Porto, está apontada para o final de 2021, tempo para que a Câmara do Porto dê mais um passo nesta empreitada, focado no trabalho imaterial da sua gestão e programação

De acordo com o diretor artístico Guilherme Blanc, o Batalha Centro de Cinema “não pretende ter a missão exclusiva de programar cinema histórico, ou dedicar-se a estreias de filmes que entram no circuito comercial, mas antes propor uma programação que estimule o conhecimento e fruição cultural através das múltiplas formas de fazer e pensar o cinema”.

Refira-se que o Batalha pretende ainda dar apoio à investigação no domínio da História do Cinema e do pensamento crítico sobre imagem em movimento, e promover ações de cruzamento disciplinar com outras artes, nomeadamente as visuais, através de projetos expositivos e performance.

Um dos pontos-chave do programa é a sua ligação com a comunidade. “Em alternativa a trabalharmos um projeto educativo per se, queremos introduzir uma dimensão programática onde se trabalhe, em primeira linha, a inclusão social e cultural através do acesso ao cinema, passando isto pela educação, mas também pela criação de comunidades de cinefilia junto a diferentes grupos de diferentes identidades, demografias e culturas”, afirmou Guilherme Blanc.

A estrutura programática, avançou ainda o diretor artístico, contemplará a apresentação de monografias e ciclos retrospetivos de obras e práticas de cinema individuais, e também de movimentos; ciclos discursivos/temáticos, “através dos quais iremos debater assuntos políticos, culturais e filosóficos”; focos sobre cineastas e artistas contemporâneos, nacionais e internacionais.

De mencionar ainda que o Batalha Centro de Cinema também apostará em programas anuais de continuidade, acolhimentos e parcerias, sessões especiais, entre outras disciplinas.

O edifício do histórico Cinema Batalha foi arrendado pela Câmara do Porto por um período de 25 anos. “O nosso desejo inicial era adquirir o imóvel, mas tal não foi possível. A família Neves Real, proprietária do edifício, não pretendeu afinal vendê-lo”, esclareceu o presidente da Câmara do Porto.

Comment here