Nacionais

Politécnico de Setúbal acolhe novos estudantes com programa “IntegraTe”

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) tem a decorrer até dezembro o programa “IntegraTe”, para acolhimento e integração dos novos estudantes, que contempla várias iniciativas temáticas para dar a conhecer a instituição, os seus serviços de apoio, a dinâmica da sua vida académica e os projetos em curso na área da responsabilidade social, internacionalização e empreendedorismo.

Depois das atividades de receção aos estudantes recém-chegados, organizadas por cada uma das cinco escolas superiores do IPS, segue-se, entre 18 e 22 de outubro, o programa de acolhimento promovido pela Associação de Estudantes do IPS (AAIPS), que inclui concertos, atividades desportivas e de voluntariado, como a habitual ação de limpeza do estuário do Sado, agendada para dia 20.

Entretanto, o campus de Setúbal continua a ser palco da secção “Ativa-te!” do festival CLIT – Cinema em Locais Inusitados e Temporários, acolhendo 22 filmes oriundos de 17 países até sexta-feira, dia 15, em torno de várias temáticas associadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

Promovida pela Associação Cultural Festroia, em parceria com o IPS, a iniciativa “Ativa-te!” pretende dar as boas-vindas aos estudantes com um leque diversificado de produções de ficção e documentais, que serão depois comentadas por convidados especialistas nas temáticas abordadas.

Refira-se que o  projeto é financiado em exclusivo pela Islândia, o Liechtenstein e a Noruega através do Programa Cidadãos Ativ@s (Active Citizens Fund/EEA Grants), gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação Bissaya Barreto.

João Camargo (Climáximo) e Carla Madruga Gomes (ICS-UL) são os convidados da sessão desta  quarta-feira (auditório nobre, 10h00) que aborda o tema da ação climática (ODS 13), a pretexto de quatro filmes.

Igualmente na ordem do dia, a robótica e a inteligência artificial (ODS 9) são as questões abordadas nos filmes a exibir na quinta-feira, dia 14 (auditório 1 da ESTSetúbal, 15h00), numa sessão em que estarão presentes os respetivos realizadores, Eduardo Bunster e Belén Abarza (Chile) e Iiris Härmä (Finlândia), e os convidados Paulo Ferreira, docente do IPS, e Roberto Merrill (Associação RBI-Portugal).

Para encerrar, na sexta-feira, dia 15 (auditório 1 da ESTSetúbal, 10h00), o ciclo de cinema centra-se no tema da agroecologia (ODS 11), exibindo quatro filmes, entre eles a curta “Quando vem da terra” (Hungria), cuja realizadora, Kati Egely, estará presente. A sessão, que assinala o Dia Internacional da Mulher Rural, tem como convidadas Cecília Sousa (Associação do Furo Colectivo do Alto Estanqueiro) e Inês Besugo (Biovilla).

Até meados de dezembro, o IPS tem ainda previstas várias iniciativas específicas para dar a conhecer os vários serviços disponíveis de apoio ao percurso académico de quem agora chega, do apoio social à internacionalização, passando pelas bibliotecas, assuntos académicos, e pelo empreendedorismo e empregabilidade, sem esquecer os projetos na área da sustentabilidade.

Programa completo disponível em www.studyinsetubal.pt.

Comment here