Nacionais

Lisbon Poetry Orchestra de regresso aos palcos

O projeto Lisbon Poetry Orchestra regressa aos palcos com concertos em Montemor-O-Novo e Silves. Apontem nas vossas agendas o espetáculo de 12 de dezembro, no Cine Teatro Curvo Semedo, Montemor-o-Novo.

O espetáculo que a LPO apresenta em Montemor baseia-se no Cd/livro “Poetas Portugueses de Agora’ um trabalho que apresenta uma metodologia criativa muito singular em que cinco poetas (Valério Romão, Paulo José́ Miranda, Cláudia R. Sampaio, Filipa Leal e Daniel Jonas), a partir de um conjunto de temas musicais e por eles inspirados, escreveram para uma edição que conta com a participação do artista plástico Daniel Oliveira.

O resultado foi apresentado na ‘Festa do Livro’ no Palácio de Belém em Setembro 2018 num espetáculo com a participação da Orquestra Sinfónica da Universidade de Lisboa dando depois origem a uma tournée que passou um pouco por todo o país.

Este espetáculo conta com as participação de:
– Vozes: André Gago, Miguel Borges, Nuno Miguel Guedes, Paula Cortes
– Músicos: Alexandre Cortez, Filipe Valentim, Luís Bastos, Mário João Santos, Sérgio Costa
– Poetas: Cláudia R. Sampaio, Daniel Jonas, Filipa Leal, Paulo Miranda, Valério Romão

SILVES – LISBON POETRY ORCHESTRA apresenta
“Se Eu Fosse Uma Nuvem” – João de Deus revisitado
190º Aniversário do Nascimento de João de Deus

14 de Dezembro, 21h00, Praça Al-Mutamid, Silves

A Lisbon Poetry Orchestra apresenta em exclusivo para as comemorações do nascimento do poeta João de Deus, um espetáculo que pretende revisitar a sua obra e em simultâneo enquadrá-la no seu tempo com alguns poemas de um poeta que com ele tinha uma ligação muito especial: Antero de Quental (Antero considerava João de Deus ‘o poeta mais original do seu tempo’, apesar de este nunca se ter ligado às preocupações sociais e filosóficas da Geração de 70).

Por fim, e de forma entrosada com a lírica destes dois poetas, pretendemos dar ao público uma amostra do passado, presente e futuro da LPO, pelo que incluímos neste espectáculo, dois poemas da Cláudia R. Sampaio, retirados do livro-disco ‘Poetas portugueses de agora’, editado em 2018, um poema que integrou o alinhamento dos vários concertos dados em 2019 em homenagem à Sophia de Mello Breyner, dedicado a Jorge de Sena, no âmbito do centenário do nascimento destes dois autores, e um poema de António José Forte, que integrará o próximo álbum da LPO dedicado aos surrealistas, refere o projeto em nota enviada às redações.

Comment here